O regador e a flor

Esta semana tivemos um “domingo letivo” na escola. São aqueles domingos que acontecem uma vez por semestre, onde as professoras fazem uma exposição com os trabalhinhos dos alunos para os pais verem o que eles estão aprendendo por lá.

Além disso, na escola do meu filho, elas também organizam vários stands com atividades artesanais para fazermos com as crianças. Tinha muitas coisas bacanas: montar um travesseiro, pintar uma sacola, decorar um sabonete…

Mas minha atividade preferida foi colar selinhos num regadorzinho de plástico e ‘plantar’ uma florzinha dentro de um vasinho (achei esse trabalhinho bem completo: educativo, simples de fazer, que as crianças demoram pra terminar, e não suja a roupa)

Depois de passar por todas as oficinas, juntamos nossos novos pertences artísticos e voltamos pra casa, cansados e satisfeitos com a manhã que tivemos. Super empolgados com a nova plantinha amarela.

FILHO: Vai ficar no meu quarto tá mãe?

EU: Aham, tá bom filho.

FILHO: Porque aí todo dia de manhã eu vou cheirar.

EU: Tá legal.

Chegando em casa, eu fui dar de mamar.

E quando eu voltei…

regador1

E provavelmente eu não quero nem saber…
Ai meu D’us…. O que foi???

regador 2

Ai que legal. Bacana.

flor rega

É tudo culpa dos pinguinhos, porque eles não paravam de cair na mesa.. que coisa!! (A lógica de uma criança de três anos é fantástica)

Tadinho. Os olhinhos ansiosos de culpa dele cortaram meu coração. Deu vontade de falar “Não tem problema, meu amor!!! Vem ganhar um chocolate, vem!!! E deixa que eu cuido de tudo”

Mas em vez disso, acionei o modo ‘mãe responsável’ e disse:

EU: Filho, não tem problema. Mas você molhou, você vai ter que secar. Eu só vou te ajudar um pouquinho. – (tradução: eu vou fazer todo o trabalho enquanto você finge que me ajuda.)

FILHO: Ta bom mamãe, vou pegar uma toalha.

Vou até a área de serviço pegar um rodo e um pano de chão e quando volto, ele está esfregando o chão com uma toalhinha bordada (daquelas que a gente ganha de casamento, pra deixar no lavabo, sabe?) tentando secar a água e a terra.

Acho que ele não entende direito o conceito de SECAR. Porque ele está espalhando toda a água pelo chão da sala.

Mas tudo bem, ele parece tão contente consigo mesmo que em vez de tentar ensiná-lo, (ou reprimi-lo por usar a toalhinha bordada) dou um  suspiro profundo e termino de secar a água que ele espalhou.

flores rega2

 

No fim, colocamos tudo na pia e a planta ensopada na área de serviço.

Mais uma planta que não deu certo.. e mais um domingo cheio de novas experiências.

Advertisements

6 thoughts on “O regador e a flor

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s