Das coisas que parecem simples

Andar na rua com duas crianças. Parece uma coisa simplíssima de fazer. Todo mundo sabe: tem que dar a mão, andar devagarzinho, parar nas faixas de pedestre, etc etc.

Mas na prática nem sempre acontece assim.

As vezes, eles empacam, do nada, e decidem que não querem mais andar.

Outras vezes eles disparam feito foguete pelas calçadas.

rua

A mãe vira A louca.

Outra coisa que parece ser muito simples é pagar coisas. Pagar qualquer coisa no caixa de alguma loja. Parece uma coisa tão comum, tão normal.

A gente acha que os filhos vão ficar quietinhos pacientemente esperando você digitar a senha correta do cartão, checar o valor a ser pago, etc.

Mas, pelo menos aqui em casa, não é assim que funciona…

coisas simplesFé e foco. Fé e foco.

Nos dias que você está mais estressada evite sair com eles.

Mas tem dias que até ficar em casa é complicado…

simples

Ir ao banheiro também parece uma coisa super simples de se fazer.

Tipo “vou aproveitar que eles estão entretidos e fazer um xixi rapidinho…”

Doce ilusão…

xixi2

Ir no parque. Parece uma coisa super educativa, relaxante… Eles vão ver a natureza, brincar e correr ao ar livre.

Tão lindo! A gente acha que vai poder sentar e ler os nossos livros enquanto eles exploram livremente a natureza.

Mas não é bem assim…

PARQUE

Pois é..

Antes de ser mãe eu achava que ter filhos era coisa simples. Afinal, todo mundo tem, né?

Advertisements

7 thoughts on “Das coisas que parecem simples

  1. adorei a dedicação do post! A gnt ve outras mães e acha que é tranquilo mas quando temos os nossos a gente percebe que o buraco é mais embaixo!! As ilustrações ficaram lindas!!

  2. Oi Débora,
    Descobri seu blog há pouco tempo e já estou amando. Seus desenhos são tão bonitos e de uma simplicidade quase mágica. Amei!
    Super me identifiquei com o caso das compras: fui eu feliz e contente comprar uma cesta de chocolate na Cacau Show e enquanto eu tentava pagar a conta, o menino se pendura na prateleira para tentar subir no Caixa e quebra. Dei aquele sorriso de alface e saí rapidinho da loja…. Até hj eu não sei onde enfiei minha cara de tanta vergonha.
    Bjos,
    Jaqueline Lima
    http://verdemamae.blogspot.com.br/

  3. De adorei!!
    Vc definiu perfeitamente o que e significa a aventura de sair com dois na rua!!!
    Tem vezes q agente precisa ter olhos nas costas pra ver tudo q eles são capazes de fazer hehehe!

  4. Isso quando eu não saio da loja e só então percebo que minha bebê surrupiou alguma coisa da loja enquanto eu estava pagando!!!

  5. Me arrepiei com o seu post! Por aqui é igualzinho! Saio para comprar uma simples bolacha e volto com pirulitos e salgadinhos. A minha tática de virar as costas e ir embora não funciona mais. Ele percebeu que eu não vou embora sem ele. Eu viro as costas e vou andando e ele faz o mesmo, mas na direção contrária tipo: ela vai correr atrás de mim mesmo que eu sei!
    Andar? Gente do céu! Eles adoram andar montados seja num carro ou em você!
    Banheiro? Privacidade? Bye Bye!
    E as antenas sempre ligadas!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s