Cortando a unha (ou tentando cortar)

Lembro dos primeiros dias dos meus filhos em casa, depois de chegarmos da maternidade. Lindos, fofos, indefesos, e com aquelas unhas do tamanho de um grão de gergilim.

Dava medo só de pensar em cortar.

Logo percebi que as unhas dos recém nascidos cresciam super rápido. E que nessa fase da vida, a coordenação deles ainda não era das melhores. Se eu demorasse um dia a mais do que deveria para cortar suas unhas, eles arranhavam simplesmente todo o rosto.

Aí dava até vergonha de sair na rua, porque eles ficavam assim:

unha 5

Fala sério…

Bom, aí os meses passaram e hoje em dia minha bebê já não se arranha mais.

Mas ela também não ajuda muito na hora de cortar a unha…

unha 4

Porque bebês dessa idade não param quietos nem por 30 segundos.

Depois de uma certa idade, a gente acha que vai ficar mais fácil né? Que já com seus dois, três aninhos eles vão deixar você cortar as unhas deles calmamente, contando sobre o seu dia de escola…

Que nada. Meu filho pelo menos ODEIA cortar unha.

A gente tem que fazer em prestações:

FILHO: Mãe, essa mão hoje e a outra amanhã tá?

EU: Tá, o que você quiser. Só pelo amor de D’us deixa eu cortar essas unhas.

E quando eu tenho que cortar a unha do pé… é um desespero.

Parece que a gente está espancando o menino, de tão altos e sofridos que são os berros dele.UNHA 3

Ainda bem que unha do pé demora mais pra crescer…

________________________________

Pós post:

MARIDO: Ei, não é justo isso…

EU: O quê??

MARIDO: Você tem que falar para os leitores a verdade!! Há quanto tempo que você não corta as unhas das crianças????

EU: Hm.. é, tem razão. Então vou colocar “a verdade” como um acréscimo no final do post, pode ser?

MARIDO: Tá bom. Melhor. Quero meu mérito!!!

ADENDO DO FIM DO POST: Preciso confessar que hoje em dia eu não corto mais as unhas das crianças. De um mês pra cá isso se tornou uma tarefa do pai, oba!!

Advertisements

12 thoughts on “Cortando a unha (ou tentando cortar)

  1. Hahahahahahahahahahahaha, adorei o adendo!
    E meu filhinho para fugir da “obrigação” de cortar a unha, começou a roe-la (Habito horroroso). Mas na hora de cortar a unha do pé ainda é uma novela…

    • Lembra da nossa conversa de segunda feira?? Hahaha
      E isso que ele tem cinco anos… o meu provavelmente vai ser assim também!! Quando será que melhora??? =O =O =O

  2. Este blog merece se tornar um livro para aliviar as mães e para que todas vejam que a história é a mesma, só muda o endereço!!

  3. haha… concordo com sua mãe… olha eu aqui de novo dando um “guenta” no trabalho e me deliciando com suas histórias que de uma forma ou de outra também são minhas!!! Debora, vá amadurecendo essa ideia do livro!!!! dou a maior força!!! em tempo, as unhas da Catarina, minha filhota de 2 aninhos, são cortadas enquanto ela dorme – não tem acordo!!!!

  4. Olha, já virei fã! Nunca mude a forma dos seus desenhos! São altamente cheios de carinho, cheios de detalhes e casam perfeitamente com os textos! Transforme em livre, peça apoio da lei Lei Rouanet ou aqui http://www.kickstarter.com/. Suas histórias são geniais! Adoooooorooooo vir aqui! E o meu amigo Leo já caiu aqui também hehehe Somos fãs número do FEQ! Olha os cortezinhos no rosto dela!! Tenho dó somente por imaginar, :/ Acontece, bebê. Beijos

    • Olá de novo!!
      A sua filhota ainda não se arranhou?? É terríveeel… claro que o desenho tá meio exagerado hehehe, mas eles arranham mesmo!!
      Obrigada pela dica estou pesquisando =)))

  5. olá!! Hj entrei no site pq fiquei arrasada … meu filho de 5 anos deu tanto piti … eu fiquei simplesmente 1h15min tentando cortar a unha … ele tremia tanto … até procurei na internet para saber se isso é normal, e se ele não tem nenhuma fobia. Cada coisa que a mãe tem que passar. (a escola viu a unhinha dele e levou à psicóloga para tentar cortar a unha. Resultado? em vão…

    • Oi Mirella!
      Não se preocupe que o seu filho é 100% normal!! Aliás seria estranho se ele gostasse de cortar unha! Hahaha

      Olha, o que dá pra fazer se ele tem tanto medo é prometer recompensas (“Vamos cortar a unha bonitinho que a mamãe conta uma historinha depois \ que a mamãe leva você tomar sorvete”) ou cortar enquanto ele está distraído (“Você quer ver Dora Aventureira? Então o combinado é assim, a mamãe corta a unha enquanto você assiste. Ok?”) Ou corta a sua na frente dele, pra ele ver como não dói nada e fica mais lindo ainda depois de cortada!!

      Vai tentando devagarzinho que com calma acaba dando certo. Mas o mais importante: não se preocupe, é fase!! Vai passar!!
      Bem vinda ao blog!!

  6. Obrigada por me aceitar em seu blog!! Adorei as dicas e agradeço por toda a atenção dispensada! Essa semana o problema das unhas foram pequenas diante de um pequeno problema com o filhote: 6 pontinhos na testinha no primeiro dia de aula (caiu do escorregador) … juro, foram 5 enfermeiras para segurar … aí depois veio o “parto” da retirada dos pontos … não adianta, mãe sempre terá que ter preparo para os sustos da vida!!
    Falando no blog, eu AMEEII as figuras … são muito legais e super animadas!! Parabéns!!

    • Oi Mirella!
      Ai tadinhoo!!! Que dó gente!! Mas não se preocupe, os meus também vivem caindo, batendo a cabeça, tropeçando… faz parte!!! É sinal de uma infância saudável =)
      Os primeiros pontos a gente nunca esquece né?? E seis não é pouca coisa não! Menino corajoso!! (E mãe corajosa também… deve ter sido um momento super difícil!!)
      Melhoras pra ele!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s