Três e novembro

Meus filhos ultimamente têm brincado de um novo jogo, que eles chamam de “Vendedor”.  O legal desse jogo é que você pode brincar em qualquer lugar. Em casa, no banho, no carro, na sala de espera do médico, etc. Consiste em fingir que você está comprando e vendendo coisas. Pode ser qualquer coisa, desde uma tampa de shampoo até um telefone ou uma poltrona.

Então ontem já era hora do banho e eles estavam no meio de um desses intermináveis jogos, negociando bravamente se um relógio do mickey que meu filho estava vendendo deveria custar cinquenta e nove, vinte um, ou três reais.

EU: Filhaaa! Vamos tomar o seu banho?

tres e novembro

Hm.. eu diria que é uma gama de produtos bastante diversificada.

EU: Ah, oi vendedora. Quero comprar este óculos.. quanto custa?

FILHA: Custa três e novembro.

EU: hahahaha

(Provavelmente ela quis dizer noventa. Tudo hoje em dia tem o noventa no final, já reparou? Até minha filha de três anos reparou. Espertinho esse noventa, faz você achar que está pagando quase um real a menos do que está pagando na verdade…)

EU: Ah tá meio caro esse óculos, né… e a corujinha?

FILHA: Três e novembro.

Tudo nessa loja custa três e novembro.

EU: Tá legal, vou querer a coruja então. Tem troco pra vinte?

O ‘dinheiro’ nessa brincadeira são cartões de visita. Quer deixar os meus filhos felizes? Dá o seu cartão de visita pra eles. Se der um cartão pra cada um então, eles vão à loucura.

tres e novembro 2

Peguei o meu troco e fui embora.

_____________________________________________________

Brincadeiras a parte, este jogo de vendedor me faz refletir sobre a sociedade de consumo em que nossas crianças estão crescendo e em quão insustentável ela é. Onde vai parar isso? Quantos brinquedos os seus filhos tem? Quanta tralha que você não usa há mais de um ano? A quantidade de coisas a venda que se esfrega na nossa cara todos os dias, as propagandas sem limites, os anúncios que nunca foram tão insistentes e semeiam lá no íntimo aquela urgência em comprar.. Como nossos filhos vão acabar saindo disso tudo? Para se pensar…

Advertisements

2 thoughts on “Três e novembro

  1. É muita necessidade fabricada…por isso Miguel só vê netflix e, quando muito, canais não infantis (Off, Globosat que tem umas paisagens bonitas etc), justamente para tentar reduzir a incidência de marketing na cabecinha dele 🙂 Vamos ver quanto tempo conseguirei manter esse caminho né? Obs: Grande vendedora sua filha em? 🙂

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s