A Festa do Amarelo

As pessoas sempre brincam sobre a diferença com que tratamos o primeiro, segundo, terceiro filho… Realmente, conforme o tempo passa e nós adquirimos experiência nesse negócio louco chamado maternidade, aprendemos a ir dosando, o que vale a pena priorizar (tempo de qualidade juntos, não se estressar com bobagens, rir cada dia mais das situações, etc)

Primeiros filhos ganham muito mais atenção e tempo a sós com os pais. Caçulas, por sua vez, são mais independentes porque precisam aprender a se virar, afinal, os pais tem os outros filhos para se ocupar, e, na maioria das vezes, já gastaram bastante de sua dedicação, paciência e potencial criativo com os mais velhos (#momentoconfissão). Então com os outros filhos, as coisas acabam sendo mais relapsas.

Por exemplo, veja como ensinamos o primeiro filho a falar:

A gente até tenta um bilinguismo, tal.

E agora, como os outros filhos aprendem a falar:

Mas tudo bem, há muitos pontos positivos em não ser primogênito.

Por exemplo, eu sou a filha mais velha entre quatro irmãos. Lembro de quando eu era adolescente meus pais mal me deixavam ir até a esquina no sábado à noite. Já meus irmãos, podem sair à vontade e passar a madrugada fora sem que ninguém reclame.

Entende? Tudo tem seus pontos positivos e negativos.

Mês passado, recebi um bilhete da escola da minha caçula de que eles festejariam a festa do amarelo, então era para todas as crianças irem vestidas de amarelo no dia tal.

O problema é que eu (óbvio) perdi o bilhete. Não lembrava de jeito nenhum que dia que era a festa, só que seria em junho. Resultado: Ela está indo de amarelo todos os dias do mês de junho, só para o caso de chegar o dia da festa.

Isso aconteceria com um primeiro filho? Jamais. Porque no primeiro filho eu provavelmente teria saído para comprar uma roupinha amarela ESPECIALMENTE para o Dia do Amarelo.

Primeiro filho tem até álbum, gente. Só dele.

Eu poderia perguntar na escola que dia vai ser a tal da festa? Claro. Poderia sim. Posso mandar mensagem no grupo das mães pedindo para alguém me dizer quando será? Posso. Mas toda manhã na hora de vesti-la, eu percebo que, mais uma  vez, ainda não mandei a pergunta. E agora, em vez de mandar, estou aqui escrevendo isso.

Então com licença que vou ser produtiva e escrever um recado para a escola, confirmando a data.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s