O besouro

Eis que na minha varanda aparece um besouro. No meio de são paulo, capital.

Eu particularmente (como vocês podem conferir neste post) não amo quando esses bichos aparecem. Mas preciso reconhecer que essas ocasiões são muito emocionantes e bem aproveitadas pelas crianças.

Primeiro a minha reação:

Screen Shot 2015-04-24 at 4.35.43 PM

Como eu vejo o bicho.                                                    Como ele é de verdade

Aí as crianças aparecem correndo, num misto de empolgação e adrenalina:

besouro 2

E então, meu filho começa a utilizar as suas técnicas infalíveis de como se livrar (não MATAR, apenas tirá-lo da casa) do bicho. Vamos lá:

#1 Tentar pegar com pedaço de papel e jogar pela janelabesouro 22

Digamos apenas que a coordenação de um menino de cinco anos não é suficiente para essa missão. Conseguimos com grande dificuldade apenas virar o bicho de cabeça pra baixo, se debatendo com as perninhas pra cima.

#2 jogar água

besouro 23

Mas ele não jogou água o suficiente.

O bicho continuou naquela posição mexendo as patinhas freneticamente.

#3 Fazer um desenho muito feio e assustador para amedontrar o bicho para ele ir embora

BESOURO 2`1

Por razões óbvias não funcionou.

#4 Jogar mais água

E transformar a varanda numa piscina da dengue?? De jeito nenhum.

Entre essas e outras, o besouro conseguiu se desvirar e sorrateiramente, se mandou.

RESULTADO: Há um besouro a solta pela minha casa. Aiai. Vamos rezar para dar tudo certo.

Advertisements

One thought on “O besouro

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s