0

Lista de férias

Chegaram as férias! A época mais esperada pelas crianças e temida pelos pais. Compilei uma lista de 15 coisas que pretendo fazer com eles nesse período tão calmo e tranquilo do ano. Vamos ver se consigo realizar todas:

1. fazer uma fotografia de família bonita – daquelas que a gente põe roupa combinando e encontra um ponto da casa que está arrumado pra fazer o clique. Todo mundo tem que sair sorrindo e para isso a gente suborna as crianças com doces e sorvetes.

2. pintar um quadro (a ideia é despertar o picasso – ou tarsila, van gogh, ou romero britto… vai de gosto pessoal – que existe dentro de nós. Consiste em comprar telas, pinceis, e um jogo de tintas. Ah, e forrar a casa inteira com jornais e deixar lenços umedecidos a disposição)screen-shot-2016-12-20-at-3-38-20-pm

3. fazer um bolo (por mais que a gente faça durante o ano letivo é sempre com um pouco de pressa, e nunca dá tempo de fazer a cobertura)

 

4. fazer uma refeição “bem saudável” (pizza, hot dog, hamburger… o que der na telha)

5. tomar um banho de chuva (parece um pouco clichê… mas não é. Honestamente, não lembro quando foi a última vez que meus filhos realmente curtiram uma chuvinha de roupa e tudo!! Lembro que eu na infância fiz isso algumas vezes e foi TÃO gostoso)

6. pular numa poça de lama (sonho deles desde que eles assistiram a Peppa pela primeira vez..)

7. entrar na piscina e sair só quando a pele estiver bem enrugadinha (ou “chupadinha”, como eles chamam.. porque nas férias não tem hora pra nada.. o importante é ser feliz. E gastar muita energia)screen-shot-2016-12-20-at-2-56-31-pm

8. dormir tarde (ok, tarde pra meus filhos dormir tarde é dormir as 21h. Mas tá valendo, super aventureiros!!)

9. fazer uma casinha de caixa de sapato (tenho uma caixa de um tênis do meu filho guardada há mais de seis meses esperando por esse momento. O tênis inclusive já rasgou e se tornou inutilizável. Por que eles duram TÃO pouco??)

10. acompanhar o crescimento do nosso pezinho de feijão (porque no dia a dia a gente esquece de olhar como cresceu de um dia por outro e de repente as crianças já veem a planta pronta crescida!!)

11. tomar um sorvete extravagante (com direito a cauda de chocolate, MMs, cerejas, suspiros, e quantos acompanhamentos a gente quiser!! – se bem que conhecendo meus filhos, já sei que vou acabar comendo o negócio inteiro e eles vão ficar cheios depois de três colheres)screen-shot-2016-12-20-at-3-07-48-pm

12. assistir com eles um filme da minha infância (porque hoje em dia tem muito seriado infantil… tipo Peppa, Patrulha Canina, episódios do Lego e dos Angry Birds, Mickey Mouse Club House, Masha e o Urso… na minha época não existia essas modernidades, se a gente quisesse ver TV era ou filme da Disney ou programação da TV Cultura)

 

13. fazer um caça ao tesouro pela nossa casa (também na minha programação há meses mas no dia a dia simplesmente não dá tempo)

14. não ter pressa pra nada (fazer tudo com calma e tranquilamente, com horários um pouco mais flexíveis. Tipo deixar eles acordarem a hora que quiserem – o que na verdade não muda nada porque eles acordam TODO DIA entre 6:30 e 7 horas. Inclusive domingos e feriados ou quando vão dormir mais tarde...)

IRMAOSS 1

15. último (e meu preferido): deixar eles ficarem desocupados. Simplesmente brisando, olhando para o teto e pensando na imortalidade da alma ou algum outro assunto irrelevante.

Advertisements
3

A amiga da natação

Papo com minha filha de três anos e meio:

FILHA: Mãe, sabia que a minha amiga da natação tem uma prima que tem o meu nome e também usa brinco de joaninha, igual eu?

EU: Que legal filha!! Ela te contou?

FILHA: É!

EU: E como se chama sua amiga da natação?

….. silêncio.

EU: Filha, você não sabe o nome dela?

joaninha 1

HAHAHAHA

EU (segurando o riso): E você sabe o seu como? Porque eu te contei?

joaninha 2

HAHAHAHAHAHHA

Então tá!!

6

O Jogo de Inventar Jogos

Meu filho agora entrou numa moda de inventar jogos. São brincadeiras sem pé nem cabeça (mas que pra ele parecem fazer o maior sentido do mundo) cujas regras vão mudando conforme os seus próprios interesses.

É todo dia uma nova. “Mãe, vamos jogar o jogo do Não Pode Cair?”. E aí ele cai e fala “Mas na linha branca não tem problema cair.” Ou “mas quando grita TRÊS pode cair, sabia?”.

Essa semana ele me veio com “Você conhece o jogo da moeda e o sapo?” (Que sapo genteee???? Onde foi que ele viu sapo em São Paulo?)

A última invenção eu resolvi ilustrar.

Estávamos na piscina. Todos devidamente empastados de protetor, com os chapéus, brinquedos e boias.

Minha bebê ainda estranha um pouco a piscina (sabe como é, água meio fria, imensidão azul, insegurança, etc e tal), então procuro ir com calma com ela, para não traumatizar.

Estávamos brincando calmamente de jogar um para o outro uma bola de plástico, quando meu filho sai da piscina e…

pulapega1

Ai meu D’us.. lá vem.

pulapega2

Hm.. Esse é novo.

pulapega3

Ah, claro. Que nome criativo!!!

EU: Mas não me parece uma boa ideia… Hm… Deixa só eu colocar sua irmã na boia para ela não chorar e….

pulapega4

E o caos se instaurou.

Ela começou a chorar. Jatos de água voaram no vizinho que estava tomando sol, e eu fiquei meio perdida, não sabendo se acalmava a bebê, ou pegava o meu filho, ou pedia desculpa pro vizinho.

Mas no fim deu tudo certo. O vizinho foi muito gentil e disse que estava tudo bem. Ele tinha netos, afinal de contas. A bebê rapidamente parou de chorar e voltou a se entreter com seu patinho. Até se acostumou a receber água na cabeça.

E meu filho? Bom, meu filho quis brincar de PULA PEGA atéééé o sol se pôr. Brincadeirinha. Mas ficamos uns vinte minutos jogando…